Viver com gatos

Aurélio: Meaw can do it

Tenho preconceito com quem tem gatos. Posso não conhecer bem a pessoa, não saber o que ela faz da vida, ou até mesmo sua opinião sobre os mais importantes tópicos políticos e ideológicos; mas se, antes de tudo isso, descubro que ela tem gatos, pressuponho que ela só pode ser uma boa pessoa.

Gatos moldam o cárater.

É preciso ter muita paciência ou desapego para viver com um gato. Você compra uma caminha acolchoada e põe em um cantinho, mas ele vai escolher dormir em cima da geladeira. Você vai estar trabalhando quando ele decide que o teclado do computador é o lugar mais confortável para uma soneca. Mas experimenta arrumar a casa: ele resolve que não quer mais dormir e prefere correr em cima do lixo que você acabou de varrer.

Não que eles sejam insensíveis, nós é que estamos acostumados demais com coisas que podemos controlar. É claro que eles entendem quando dizemos “saia já daí” ou “não faça isso”, o negócio é que eles preferem ignorar.

Minha capacidade de gostar quase automaticamente de alguém que vive com gatos também tem a ver com solidariedade. Não sou a única que sofre com pelos espalhados pela casa. Esses bichos trocam de pelo como quem troca de roupa – coisa que até faz algum sentido.

Além disso, quando você mora com um gato, não há mais lugar seguro para guardar coisas que você quer longe do alcance dele. Se colocar em prateleiras altas, ele alcança. Se guardar dentro de gavetas, ele abre. Se colocar em caixas de papelão, é pedir para que ele mexa. Felizmente, eles não se interessam por muita coisa, exceto por dormir, caixas de papelão e erva de gato.

Os egípcios é que sabiam das coisas.

É perfeitamente compreensível uma religião ou até uma civilização que adore os gatos. Olhe só para eles. Foram feitos para serem adorados – porque para o trabalho duro é que eles não servem.

Já quem diz que gatos são traiçoeiros é porque não sabe absolutamente nada sobre gatos. Sai da minha casa, você não merece falar nem comigo nem com meus anjinhos. Gatos são excelentes companheiros e ótimos massagistas, devo acrescentar. Gostam de um chamego e de lamber você até esfolar sua pele (é sério). São capazes de aturar as suas manias irritantes tanto quanto você é capaz de suportar as deles.

Pessoas que têm gatos também são aquelas que podem conversar com você durante horas sobre isso e não vão ligar de ouvir cada nova estripulia que seu gato aprontou em casa (e muito provavelmente são elas que vão comentar esse post, contando alguma história engraçada que também vou adorar ouvir).

vai um beijo de língua super suave?

Pessoas com gatos são aquelas com as quais eu gostaria de me relacionar. Elas sabem que tão inútil quanto controlar um gato é tentar controlar uma pessoa. Sabem, por convívio com esses bichos tão complicados, que pessoas, assim como gatos, precisam de espaço. Além do mais, são essas pessoas que, geralmente, tiram as melhores fotos no Instagram.

VEM GENTE

Site Footer

Sliding Sidebar

Receba novos posts por email

Saiba em primeira mão quando tiver leitura nova por aqui, beibe

Instagram

  • Por quanto tempo vou continuar fazendo o que fao? Como
  • Da zine que mais gostei de fazer esse ano Porque
  • A capa da zine Mulheres do Mar  baseada numa
  • Escrever sobre mulheres que mergulham me ensinou tanto! Tambm me
  • Vou mostrar um pouquinho da minha zine Mulheres do Mar
  • Continue a nadar continue a nadar ilustrao que faz parte

Visite minha loja

Minha central de newsletters

Downloads