Pague a Autora

O maior spoiler

Spoiler. Essa palavra causa arrepios só de mencionar. Revelações sobre o enredo parecem ser uma das maiores preocupações dessa vida moderna, globalizada e voltada para o entretenimento.

Ninguém quer topar acidentalmente com o final de uma história que ainda não terminou de ler ou assistir. Spoilers são evitados rigorosamente, como se arruinassem a vida das pessoas. E talvez arruinem. Isso talvez explique por que são mais combatidos do que o mosquito Aedys em época de campanha contra a dengue.

Spoiler é coisa séria. Conheci uma pessoa que ficou dias sem comer, perdeu o emprego e ainda carrega sequelas por ter sido exposto a um perigoso nível de spoilers de uma tal série de livros famosa por matar personagens relevantes com a mesma frequência que o Jornal Nacional utiliza a expressão “uma minoria de vândalos”.

Todos sabem que spoiler é inaceitável. Mas alguns spoilers são mais spoilers que os outros.

Contar quem morre no final de um filme lançado há seis anos? Vandalismo. Contar o sexo da criança que só vai nascer daqui a seis meses? Por favor! Precisamos preparar o enxoval e nos encher de expectativas sobre como vamos moldar a personalidade dessa criança a partir da informação sobre o genital dela. Não podemos esperar até a última temporada para descobrir.

Revelar o que acontece naquele livro super recomendado que ainda não li? No mínimo, falta de noção da sua parte. Perdi até a vontade de ler. Ficar de olho em cada pesquisa eleitoral para monitorar quem está ganhando ou perdendo antes mesmo do dia da eleição? Não tem graça esperar pelo resultado oficial da eleição, preciso ir às urnas com alguma ideia da situação do meu candidato. Nada de mais, ué.

Contar o que acontece na season finale do meu seriado favorito? Coisa de gente bárbara! Amaldiçoo você e seus descendentes até a décima segunda geração. Mas o que será que o horóscopo prevê para o meu signo amanhã? Seria uma boa visitar uma cartomante também. É bom se prevenir caso alguma tragédia esteja se armando sobre a minha cabeça.

Dar spoilers sobre o que acontece no final do jogo que eu ainda não zerei? Desse jeito vou ter que te bloquear. Dar uma conferidinha de leve na previsão do tempo para saber se vai chover ou fazer sol no próximo final de semana? Ei, não é spoiler. É apenas precaução. Preciso saber se deixo ou não meu guarda-chuva preparado.

Revelações antes da hora sobre personagens que não existem? Afastem isso de mim. Saber antecipadamente de detalhes que afetam a minha vida? Esses são muito bem-vindos.

Nós vamos morrer.

Podemos fugir de spoilers que entreguem a morte de algum personagem da história que estamos acompanhando, mas do maior spoiler da vida não há escapatória.

E a maior frustração de viver com esse spoiler é não ter ninguém para entregar antes da hora quando isso vai acontecer.

Fotografia: Paolo Ferrarini // Flickr Creative Commons