Pague a Autora

Quando você vai ter filhos?

Pergunte-me a minha idade. Pergunte-me sobre o meu imposto de renda. Pergunte-me sobre a questão de testes em animais. Pergunte-me qualquer merda. Pergunte-me até como vai meu intestino hoje. Qualquer coisa, menos o “quando você vai ter filhos?”. Simplesmente porque talvez você não vá gostar da resposta.

Basta ser mulher e não estar com crianças penduradas nos braços para ser alvo desta pergunta, que assume um tom de intimação em menor ou maior grau dependendo de quem a faz – e dependendo da idade que você vai atingindo. Aparentemente, pais e mães têm licença poética para serem sem noção e nos bombardeam com perguntas invasivas e inoportunas sobre quando planejamos lhes dar netos. E se você não responde, a grossa é você.

Sinceramente cansada da obrigação social de ter que ouvir sorrindo a falta de educação alheia, como se estivessem me indicando para o Oscar e não fazendo uma pergunta completamente sem cabimento, comecei a elaborar mentalmente algumas respostas inventadas para esta pergunta, que escolho aleatoriamente ou de acordo com o que melhor se encaixa para o momento, que pode variar de deixar a tia chocada até fazer com que a pessoa me olhe estranho e passe a ter cautela com qualquer coisa que possa me perguntar dali por diante, isso se ela não desistir completamente de mim e nunca mais me telefonar, o que, por si só, já me deixaria grata.

 

A Resposta Ficção Científica

Decidi que vou ter filhos quando chegar aos 80. Como assim vai ser tarde demais? Claro que dá. Até lá, já teremos os skates voadores que nos prometeram em De Volta Para o Futuro 2 e a medicina já terá avançado o suficiente para eu ser mãe aos oitenta anos. O melhor de tudo é que já terei vivido bastante tempo sem as preocupações que um filho traz e terei companhia na hora certa, já que eles vão ser pequenos demais para ter a escolha de deixarem a mãe gagá sozinha. Além disso, daqui a cinquenta anos, os 80 serão os novos 30. Só vejo vantagens.

 

A Resposta Bíblica

O anjo que veio anunciar ainda não divulgou datas, mas já assegurou que a criança será um enviado de deus para salvar a humanidade do cataclisma das redes sociais. Ele estará predestinado a conduzir os escolhidos para uma nova rede social ainda não inventada, mas que o pessoal lá de cima já chama de “terra prometida”, de onde escorre mel em vez de chorume e onde o bom senso esmaga a vontade de dar opinião sobre tudo como se fosse a cabeça de uma serpente. Dizem que isso acontecerá no Juízo Final, o dia em que todas as DM’s vazarão para a timeline e em que haverá choro e ranger de dentes com tantas tretas e putarias ocultas eclodindo como vulcões sobre a face da terra. Mas quando essa criança vai nascer, aí realmente não sei. Mas CREIA: ela virá.

 

A Resposta Apressada

Amanhã mesmo! Acho que já está na hora, né? Como estou de bobeira amanhã, acho que vai ser o dia. Semana que vem já fica complicado porque tenho dentista marcado e reunião com cliente, realmente não vai dar. Então vou ficar ocupadaça, a gente se fala depois, beleza? Beeeeijo.

 

A Resposta Passivo-Agressiva

Quando você quiser. Quando fica bom pra você? Me diz uma data, qualquer data. Sério. Que tal novembro que vem? Vou anotar aqui na minha agenda, peraí. Aproveita e já me fala se você prefere menino ou menina. Tem alguma sugestão de nome também? Ah, vou fazer melhor! Vou te mandar por e-mail uma lista com algumas sugestões e você me diz aqueles que você prefere. Me passa o seu e-mail, vou anotar aqui também. Arroba hotmail, né? Qual médico devo escolher? Perdão, esqueci que primeiro temos que escolher em que cidade a criança vai nascer. Você prefere que eu tenha o filho aqui mesmo ou me mude para outro estado? Ou país? Eu vou fazer de TUDO para cumprir as suas expectativas.

 

QuandoVocêVaiTerFilhos_KayVee.INC

Fotografia: KayVee.INC via Flickr Creative Commons 

A Resposta Ofendida

Filhos? Eu vim aqui só comprar um bolinho e você vem me falar de filhos? Francamente. Eu jamais esperaria isso de você! Você por acaso está querendo insinuar que eu posso ser “mãe”? Que tipo de pessoa você acha que eu sou? Do tipo que traz mais um ser humano ao mundo pra consumir, poluir e escrever comentários na internet, é isso? É isso que você está tentando esfregar na minha cara? Ah, agora você vem com essa de “não foi isso que eu quis dizer”. Você praticamente disse que é só uma questão de tempo para que eu me torne “mãe”! Olha aqui, eu uso pílula e camisinha, você não pode me acusar de nada não, está entendendo? “Quando é que você vai ter filhos”… Ora, francamente. Não se respeita mais ninguém nesse mundo.

 

A Resposta Pergunta

Quando você vai começar a pagar as minhas contas?

 

A Resposta Atrasada

No dia 20 de maio de 2009, já está tudo preparado! Bercinho, enxoval, quartinho, tudo a coisa mais linda. Quê? Já estamos em 2013? Que cabeça a minha. Mas bom você ter me lembrado, vou aproveitar e ligar pra igreja pra cancelar o batizado.

 

A Resposta Filosófica / Evasiva

Quando ter filhos? Talvez, nunca. Filhos são pessoas e é impossível tê-las da mesma forma que é possível ter um carro, um video-game ou um livro. Se a pergunta fosse “quando você vai ter um carro”, sua formulação estaria correta, embora a resposta certamente fosse negativa, já que não sei dirigir e aprender não é prioridade na minha vida. Aprender a nadar certamente é. Não para dar um mergulho na praia ou passar a frequentar mais clubes com piscina, mas simplesmente para estar preparada no caso de alguma tragédia, como um tsunami ou enchente, e não passar a vergonha de morrer afogada. Já pensou? Morrer afogada em um desastre natural porque não sei nadar, mesmo velha do jeito que estou? E aí penso se não é mais marcante e decisivo na vida de um ser humano aprender a nadar, e não o momento em que ele decide casar ou ter filhos – não se esquecendo que esse “ter” é completamente equivocado, crianças não são coisas etc etc. Por que não fazer festas especiais no dia em que a pessoa aprende a nadar? Por que não cumprimentá-la pelo belo mergulho que ela acabou de dar? (e assim segue até a pessoa se lembrar que tem um compromisso e deixar você falando sozinha, lembrando-se mentalmente de nunca mais lhe fazer perguntas do tipo)

Aceito sugestões de respostas criativas, insanas, chocantes e embaraçosas à pergunta “Quando você vai ter filhos”. As melhores serão usadas na próxima ocasião em que me fizerem essa pergunta obscena e completamente desnecessária. Obrigada.

Fotografia da capa: Chuck Coker // Flickr Creative Commons.

Esculturas de Patricia Piccinini.