A reinvenção da Bíblia

A reinvenção da Bíblia

A vida do escritor freelancer é duríssima. Suas contas vencem no mesmo dia de todo mês e o valor nunca faz o favor de diminuir, embora seus trabalhos escasseiem com facilidade. É em situações desesperadoras desse quilate que a criatividade se desenvolve, de forma que o escritor tem uma ideia que, além da óbvia e gritante questão da sobrevivência, pode lhe render uma boa fortuna.

Então peço que o leitor e a leitora desde já perdoem este escritor que prepara com tanto fervor uma ideia, para dizer o mínimo, calhorda. Algumas vezes, a moral pode ser um empecilho para a sobrevivência ou para o lucro em um mundo como esse, como vocês bem poderão ver a seguir.

O escritor desenvolve a sua ideia e até monta tudo bonitinho em PPT, para apresentar a sua proposta a clientes em potencial. Ele faz várias ligações para os seus contatos e consegue o interesse das pessoas para quem imaginou vender sua ideia, marcando uma reunião com todos no mesmo dia, horário e local — o que não é nada fácil, já que são todos figurões, gente da mais alta casta e influência. Mas faz parte do plano: sua ideia só vale os milhões