O que voce achou do meu blog? Participe da minha pesquisa! Clique para responder

Cidades afundam em dias normais

Capa "As águas-vivas não sabem de si"

Sinopse

Alto do Oeste é uma cidade no meio do Cerrado, que, no início desse século, afundou inexplicavelmente dentro de um lago. Apesar de insólita, essa submersão foi acontecendo de forma lenta e gradual, de modo que também foi aos poucos que seus habitantes foram “expulsos” pelo avançar das águas e obrigados a abandonar à cidade. Anos depois, uma seca extrema no cerrado voltou a revelar Alto do Oeste, e todos os resquícios da vida das pessoas daquele lugar antes da inundação vieram à tona novamente, como se fossilizados pelo barro que agora encobre todas as coisas. Ao saber da notícia, Kênia Lopes, uma antiga moradora da cidade, decidiu que precisava fotografar as ruínas, como se em busca da resposta para uma questão jamais respondida: o que faziam os moradores enquanto aquele pequeno apocalipse se aproximava?

Se uma cidade inteira pode afundar, talvez a memória seja o único lugar onde podemos permanecer.

Como comprar


As águas-vivas não sabem de si

Capa "As águas-vivas não sabem de si"

Sinopse

Romance de estreia de Aline Valek, As águas vivas não sabem de si conta a história de uma mergulhadora profissional em meio à vida que pulsa numa estação a 300 metros de profundidade. A narrativa mergulha nos dramas vividos pela protagonista, que faz parte de uma equipe liderada por um cientista obcecado pela ideia de encontrar inteligência no fundo do oceano, retratando com intensidade sentimentos e sensações como medo, solidão e claustrofobia, mas também uma enorme paixão pelo desconhecido e pelos segredos do fundo do mar, que só fala àqueles que sabem ouvir.

Publicado pela Editora Rocco. Você pode saber mais sobre a história do livro aqui.

Um paralelo subaquático perfeito para Gravidade, o premiado filme de Alfonso Cuarón.

Como comprar


Bobagens imperdíveis para atravessar o isolamento

Sinopse

Isolamento não é uma novidade dos tempos de quarentena. Solidão faz parte da experiência humana. Bobagens Imperdíveis para atravessar o isolamento, a segunda coletânea de textos da autora, é um pequeno antídoto para ser usado nos mais variados momentos de isolamento: seja no meio de uma grande pandemia, dentro de uma estação espacial, ou no tédio de um fim de semana quando seu crush te der um bolo. Reflexões, ideias e histórias sobre viver nessa época, sobre comunicação, ciência e o poder da imaginação.

Onde comprar

Disponível para Kindle


Bobagens imperdíveis para ler numa manhã de sábado

Sinopse

Leitura ideal para uma manhã preguiçosa de sábado ou para encaixar nas frestas mais apertadas do seu dia, este livro reúne os melhores textos dos primeiros anos da newsletter Bobagens Imperdíveis, publicação semanal da autora entre 2014 e 2016.

Literatura, cinema, TV, ciências, política, internet, sociedade, a mente humana: com leveza, humor e profundidade, os textos de Bobagens levam os leitores para debater questões variadas, entre as esquisitices da vida real e as verdades das histórias inventadas.

  • Livro ilustrado
  • 132 páginas
  • Publicação independente
  • Disponível em e-book e livro físico

Bobagens imperdíveis para ler numa manhã de sábado abraça sem medo a filosofia millenial,  inclusive pela disposição de analisar com um olhar crítico os medos, as referências e a forma de vida desta geração.

Como comprar


Pequenas Tiranias

Capa "Pequenas Tiranias"

Sinopse

Pequenas Tiranias é uma trilogia de contos com recortes absurdos sobre o cotidiano, mostrando as pequenas tiranias que moram no hábito, no trabalho, na espera pela sexta-feira, na necessidade de agradar e de fazer o que é esperado. Três histórias breves protagonizadas nem por grandes heróis nem por personagens com sede de transformação, mas por pessoas comuns presas às suas próprias escolhas e às terríveis exigências do senso comum.

Com prefácio da escritora Olivia Maia e os contos “Ossadas no Quintal”, “O Dia em que o Workaholic Parou” e “Segunda”, Pequenas Tiranias está disponível para Kobo, Kindle e em formato PDF.

O senso comum grita suas pequenas tiranias, e é nas entrelinhas desse dia-a-dia que a autora nos sugere um novo olhar sobre ele. 

– Olivia Maia

bannercontos

Como comprar


Hipersonia Crônica

Capa "Hipersonia Crônica"

Sinopse

Jonatan é um gerente de projetos que começa a ter sérios distúrbios do sono que chegam a afetar a sua vida profissional. Ou seria o seu trabalho que estaria bagunçando seus sonhos? Não importa a ordem dos fatores; o que importa é que Jonatan fica preso em uma aventura perigosa que revira a sua cabeça – e começa a borrar os limites entre a realidade e a fantasia.

Prefácio por Alex Luna, capa e fotos por Marcos Felipe, concept art por Douglas Reis e novo epílogo. Disponível em e-book para Kindle e Kobo.

Booktrailer

Como comprar


Outras Publicações

Coletânea Realidade Alternativa

Publicação: Editora Abril

Coletânea Superinteressante (dezembro de 2018)

Escrevi o conto Quando existiam as tartarugas


Zine Mulheres do Mar

Publicação da autora

Ano: 2018

Escrevi e ilustrei a zine sobre as mergulhadoras japonesas conhecidas como ama


Revista Dragão Brasil

Publicação: Editora Jambô

Edição #135 (outubro de 2018)

Escrevi o conto Devolvam meus heróis


Terra Suspensa

Publicação: independente

Ano: 2018

Escrevi o conto Última parada


Zines Solitude

Publicação: da autora

Ano: 2018

Escrevi e ilustrei a trilogia de zines com as histórias: Abandono, Invisível e Juntos


Zines Bobagens Imperdíveis

Publicação: da autora

Ano: 2017

Escrevi e ilustrei as 12 edições da 1ª temporada da zine (mensal e impressa)


Antologia Valquírias

Publicação: independente

Ano: 2017

Escrevi o prefácio


Todas as cores

Autor: Bruno Leo Ribeiro

Publicação: independente

Ano: 2016

Escrevi o prefácio


Revista Trasgo

Publicação: Trasgo

Edição: #12 (novembro de 2016)

Escrevi o conto O que sonham as pílulas


Revista Traços

Publicação: Traços 

Edição: #7 (maio de 2016)

Escrevi o conto O signo do ácaro


Revista Superinteressante

Publicação: Editora Abril

Edição: #353 (novembro de 2015)

Escrevi o conto Quando existiam as tartarugas


Outrofobia

Autor: Alex Castro

Publicação: Publisher Brasil

Ano: 2015

Escrevi o prefácio


As lendas de Dandara

Autora: Jarid Arraes

Publicação: independente

Ano: 2015

Ilustrei a capa e os capítulos da história


Amor: pequenas estórias

Publicação: Confeitaria

Ano: 2014

Escrevi e ilustrei o conto Amada


O sonho da sultana

Publicação: Universo Desconstruído

Ano: 2014

Ilustrei a capa e fiz a edição


Universo Desconstruído

Publicação: Universo Desconstruído

Ano: 2013

Organizei a coletânea e escrevi o conto Eu, Incubadora


Site Footer

Sliding Sidebar

Receba novos posts por email

Saiba em primeira mão quando tiver leitura nova por aqui, beibe

Visite minha loja

Apoie

Instagram

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram access token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram access token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Minha central de newsletters